Marcelo Sales

Como a estratégia de dados e uso de IoT está revolucionando a gestão de frotas

Blog Post created by Marcelo Sales Employee on Dec 11, 2018

Estamos cada vez mais conectados por meio de nossos dispositivos. E à medida que a Internet das Coisas, ou IoT, se expande, vejo o setor de gerenciamento de frotas tornando-a em estratégia de dados e conectando veículos e motoristas como nunca antes.

No início deste ano, em meu post “Estratégia de dados: um passo para IoT[1] ”, comentava o quão importante acreditava que o assunto seria para 2018. Agora, mais próximo do fim dele, vejo como essa previsão foi assertiva ao acompanhar mercados como o de saúde (falei desse especificamente dele aqui[2] ) e varejo. Mais recentemente, tenho observado como o de gerenciamento de frotas têm usado a IoT para evoluir. Não é para menos, afinal, de acordo com a McKinsey Global Institute, a IoT terá um impacto potencial total de até US$ 11,1 trilhões por ano até 2025. Com tantas oportunidades, faz muito sentido que empresas de diferentes setores busquem otimizar suas estratégias de dados a partir da Internet das Coisas.

Aprofundando o olhar nas companhias de gerenciamento de frotas, podemos dizer que a IoT tornou-se uma das soluções mais completas para fazer essa gestão e que ela transforma a operação, diminuindo o tempo de inatividade, despesas operacionais, aumentando a eficiência, entre outras.

#4-Pexels-business-car-computer-1305305.jpg

Imagem: pexels.com

Monitoramento e aumento de produtividade

Paradas desnecessárias, imprudência ao volante, gastos excessivos de combustível, entre outros, são itens dos quais costumo ouvir queixas sobre o quão difíceis são de monitorar adequadamente. Com o uso da IoT associada a estratégias de gestão de dados, é possível automatizar essas informações por meio do acompanhamento do veículo. O time de gestão de frotas recebe relatórios em tempo real de percepção de desempenho da frota e comportamento dos motoristas. A partir disso, é possível ter um mapa objetivo, identificando potenciais problemas com antecedência suficiente para mitigar riscos que garantam a integridade do condutor, do veículo e da carga, além de garantir o controle de custos previstos.

Com o acesso a esses dados, garante-se também uma melhor visão do veículo como um todo, o que possibilita monitorar a integridade da frota de qualquer dispositivo. Por meio de alertas, identifica-se a necessidade de manutenção, como troca de bateria, temperatura inadequada, entre outras demandas do motor. Também é possível acompanhar o calendário de inspeções e, com isso, manter funcionários seguros, reduzindo custos com acidentes de trabalho, e carros funcionando adequadamente, sem prejudicar prazos e clientes.

Otimização de custos

Não conheço um gestor de frota que não se preocupe diariamente em garantir que seus orçamentos estejam cada vez mais adequados à realidade. O fato é que, com dispositivos conectados, a ansiedade por conta disso diminui, uma vez que se pode acompanhar e entender cada passo que um veículo dá e, com isso, identificar quais são os gastos reais e quais áreas o dinheiro pode ser melhor aplicado. Mas, na minha opinião, dá para ir mais longe. A IoT pode suportar empresas para que obtenham melhores previsões de custos de acordo com o histórico das operações - por exemplo, entendendo melhores trajetos que cruzem distância percorrida e custos com pedágio e combustível, apresentando o melhor caminho a ser seguido pelo motorista.

Grande quantidade de dados

Só temos mesmo uma estratégia de dados a partir do momento que passamos a utilizá-los como base para um pensamento analítico e organizado- e quando eles nos conduzem na tomada decisões.. Todos os dias, as frotas geram uma enorme quantidade de informações, como consumo de combustível, quilometragem, velocidade, situação das estradas, utilização de veículos e muito mais. Antes da transformação digital que o setor vive, tais informações tinham que ser coletadas, se é que eram, manualmente. O resultado vinha em forma de atrasos significativos para soluções de problemas e mudanças de rota nas estratégias de negócio (da empresa e seus clientes).

Com a IoT, inaugura-se uma era em que a conexão realiza tal tarefa e dá agilidade ao negócio como nunca vista antes. Os gerentes, em posse disso, podem analisar e entender sua frota e atuar sobre ela o mais rápido possível, tornando sua posição, inclusive, muito mais estratégica para a empresa Ele agora pode evitar situações que, antes, não eram vistas pela empresa. Se você ficou interessado em se aprofundar, sugiro que acesse este link aqui e percorra o infográfico feito pela Hitachi para saber mais sobre como soluções baseadas em dados podem melhorar operações de gerenciamento de frota.

Mais uma vez, reforço que estratégia de dados e IoT são os caminhos para o futuro, não apenas para o gerenciamento de frota, mas para o trabalho e para a vida. Estamos passando por um processo de mudança, e ao abrir mão das novas possibilidades para continuar com os métodos tradicionais, deixamos de olhar para oportunidades que podem nos conduzir a um futuro mais limpo, econômico e sustentável.

 

Outcomes